Promoção da autorregulação da aprendizagem na universidade: percepção do impacto de uma disciplina eletiva

Soely Aparecida Jorge Polydoro, Adriane Martins Soares Pelissoni, Mariana Coralina do Carmo, Eduarla Resende Videira Emilio, Marilda Aparecida Dantas, Pedro Rosário

Resumo


O artigo analisa as percepções de universitários sobre o impacto de uma disciplina eletiva de intervenção em autorregulação da aprendizagem. A disciplina foi oferecida na modalidade híbrida em 15 encontros semanais sobre os temas: estudo, objetivos, estratégias de aprendizagem, gerenciamento do tempo e autorregulação. A cada encontro, após uma dinâmica inicial, uma das cartas do programa Cartas do Gervásio ao seu Umbigo era lida, seguida por discussão em grupo, síntese e proposição de atividade de aplicação. A análise das respostas de 124 estudantes ao questionário de avaliação da disciplina identificou relato de mudanças em todas as dimensões e fases da autorregulação. Foram citados como fatores propiciadores de mudança: relacionamento entre pares, conhecimento de estratégias, instrumentalidade, fortalecimento da autoeficácia, exercício da autorreflexão e percepção de agência. Argumenta-se sobre a viabilidade e relevância da promoção da autorregulação de aprendizagem na universidade.

Palavras-chave: Aprendizagem. Autorregulação. Ensino superior. Estudantes universitários. Intervenção.


Palavras-chave


Aprendizagem; Autorregulação; Ensino superior; Estudantes universitários; Intervenção

Texto completo:

PDF

Referências


Bandura, A. Self-efficacy: The exercise of control. New York: W.H. Freeman, 1997.

Bandura, A. Social cognitive theory: An angentic perspective. Annual Review Psychology, v.52, p.1-26, 2001.

Bandura, A. A evolução da teoria social cognitiva. In: Bandura, A.; Azzi, R.G.; Polydoro, S.A.J. (Org.). Teoria social cognitiva: conceitos básicos. Porto Alegre: Artmed, 2008. p.15-41.

Freitas, F.A. Autorregulação da aprendizagem: intervenção com alunos ingressantes do ensino superior. 2013. Tese (Doutorado) - Departamento de Psicologia Educacional, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.

Núñez, J.C. et al. Implementation of training programs in self-regulated learning strategies in Moodle format: Results of a experience in higher education. Psicothema, v.23, n.2, p.274-281, 2011.

Polydoro, S.A.J.; AZZI, R.G. Autorregulação da aprendizagem na perspectiva da teoria sóciocognitiva: introduzindo modelos de investigação e intervenção. Revista Psicologia da Educação, n.29, p.75-94, 2009.

Rosário, P. Variáveis cognitivo-motivacionais na aprendizagem: as abordagens ao estudo em alunos do Ensino Secundário. 1999. Tese (Doutorado) - Instituto de Educação, Universidade do Minho, Braga, 1999.

Rosário, P. Estudar o estudar: as (Des)venturas do Testas. Porto: Porto Editora, 2004.

Rosário, P.; Núñez, J.C., González-Pienda, J. Auto-regulação em crianças sub 10: projecto sarilhos do amarelo. Portugal: Porto Editora, 2007a.

Rosário, P.; Núnez, J.C.; González-Pienda, J. Cartas do Gervásio ao seu umbigo: comprometer-se com o estudar na Educação Superior. São Paulo: Editora Almedina, 2012.

Rosário, P.; Polydoro, S.A.J. Capitanear o aprender: promoção da autorregulação da aprendizagem no contexto escolar. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2015.

Rosário, P. et al. Eficácia de un programa instruccional para la mejora de procesos y estrategias de aprendizaje en la enseñanza superior. Psicothema, v.19, n.3, p.422-427, 2007b.

Rosário, P. et al. Promoting fresfmen’s learning strategies through instructional narratives. In: Nutt, D.; Calderon, D. (Ed.). International perspectives on the first-year experience in higher education: National resource center for the first year experience & students in transition. Columbia: University South Carolina, 2009. p.87-93.

Rosário, P. et al. Enhancing self-regulation and approaches to learning in first-year college students: A narrative-based program assessed in the Iberian Peninsula. European Journal Psychology Education, v.25, n.4, p.411-428, 2010.

Rosário, P. et al. Transcultural analysis of the effectiveness of a program to promote self-regulated learning in Mozambique, Chile, Portugal and Spain. Higher Educaction Research & Development, v.4, p1-15, 2014. Available from: .

Cited: Feb. 1, 2015.

Schunk, D.H.; Usher, E.L. Barry Zimmerman’s theory of self-regulated learning. In: Bembenutty, H.; Cleary, T.J.; Kitsantas, A. (Ed.). Applications of self-regulated learning across diverse disciplines: A tribute to Barry J. Zimmerman. Charlotte: Information Age Publishing, 2013. p.1-28.

Schunk, D.H.; Zimmerman, B.J. Social origins of self-regulatory competence. Educational Psychologist, v.32, p.195-208, 1997.

Zimmerman, B.J. A social cognitive view of self-regulated academic learning. Journal of Educational Psychology, v.81, n.3, p.329-339, 1989.

Zimmerman, B.J. Self-regulating academic learning and achievement: The emergence of a social cognitive perspective. Educational Psychology Review, v.2, n.2, p.173-201, 1990.

Zimmerman, B.J. Dimensions of academic self-regulation: A conceptual framework for education. In: Schunk, D.H.; Zimmerman, B.J. (Ed.). Self-regulation of learning and performance: Issues and educational applications. Hillsdale: Lawrence Erlbaum Associates, 1994. p.3-21.

Zimmerman, B.J. Developing self-fulfilling cycles of academic regulation: An analysis of exemplary instructional models. In: Schunk, D.; Zimmerman, B. (Ed.). Self-regulated learning: From teaching to self-reflective practice. New York: The Guilford Press, 1998.

Zimmerman, B.J. Attaining self-regulation: A social-cognitive perspective. In: Boekaerts, M.; Pintrich, P.; Zeidner, M. (Ed.). Self-regulation: Theory, research, and applications. Orlando: FL7 Academic Press, 2000. p.13-39.

Zimmerman, B.J. Achieving self-regulation. In: Pajares, F.; Urdan, T. (Ed.). Academic motivation of adolescentes. Charlotte: Information Age Publishing Inc., 2002. p.1-27.

Zimmerman, B.J. Investigating self-regulation and motivation: Historical background, methodological developments, and future prospects. American Educational Research Journal, v.45, n.1, p.166-183, 2008.

Zimmerman, B.J.; Kitsantas, A. Development phases in self-regulation: Shifting from process goals to outcome goals. Journal of Educational Psychology, v.89, n.1, p.29-36, 1997.

Zimmerman, B.J.; Cleary, T.J. Motives to self-regulate learning: A social cognitive account. In: Wentzel, K.R.; Wigfield, A. (Ed.). Handbook of motivation in school. New York: Taylor Francis, 2009. p.1247-1264.

Zimmerman, B.J.; Moylan, A.R. Self-regulation: Where metacognition and motivation intersect. In: Hacker, D.J.; Dunlosky, J.; Graesser, A.C. (Ed.). Handbook of metacognition in education. New York: Routledge, 2009. p.299-315.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v20n3a2877

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.