Projetos de sociedade: reflexões sobre a Base Nacional Comum Curricular e a educação em construção no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24220/2318-0870v27e2022a5577

Palavras-chave:

Educação, Políticas educacionais, Sociedade

Resumo

Este artigo tem como objetivo refletir sobre as propostas de educação existentes na Base Nacional Comum Curricular, promulgada em 2018, com foco no Ensino Médio. Pretende-se também esclarecer as intenções e os posicionamentos políticos e econômicos para a educação existentes nesse documento. Para alcançar tais objetivos, buscamos primeiramente compreender as principais características da sociedade ocidental contemporânea e seus desdobramentos no cotidiano das pessoas. Essa discussão se faz importante para analisarmos que tipo de sociedade a atual proposta de educação está construindo ou almeja construir. Em segundo lugar, analisamos a composição e as principais perspectivas presentes implícita e explicitamente na Base Nacional Comum Curricular. Utilizamos como referências para refletir sobre a sociedade contemporânea as obras de Bauman, Han e Ball. Nosso trabalho é de natureza qualitativa, realizado por meio da análise documental da Base Nacional Comum Curricular, relacionando-a com perspectivas pedagógicas. A reflexão sobre a sociedade em que vivemos é importante para pensarmos sobre qual educação queremos para os nossos jovens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AArroyo, M. G. Currículo, território em disputa. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

Ball, S. J. Política Educacional Global: reforma e lucro. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, v. 3, p. 1-15, 2018.

Bauman, Z. Vida líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

Bauman, Z. Zygmunt Bauman: entrevista sobre a educação. Desafios pedagógicos e modernidade líquida. [Entrevista cedida a] Alba Porcheddu. Tradução: Neide Luzia de Rezende e Marcello Bulgarelli. Cadernos de Pesquisa, v. 39, n. 137, p. 661-684, 2009. Doi: https://doi.org/10.1590/S0100-15742009000200016

Brasil. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: educação é a base. Brasília: MEC, 2018. Disponível em: http:// basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 25 jul. 2022.

Caimi, F. E. A História na Base Nacional Comum Curricular: pluralismo de ideias ou guerra de narrativas? Revista do Lhiste, n. 4, v. 3, p. 86-92, 2016.

Falcão, M. Toffoli envia ao plenário do STF ação que quer proibir Bolsonaro de incentivar ataques à imprensa. G1, São Paulo, 5 nov. 2021. Disponível em: https://g1.globo.com/politica/noticia/2021/11/05/toffoli-envia-ao-plenario-do-stf-acao-que-quer-proibir-bolsonaro-de-incentivar-ataques-a-imprensa.ghtml. Acesso em: 18 nov. 2021.

Freire, P. Pedagogia do oprimido. 47. ed. Petrópolis: Vozes, 2005.

Freitas, L. C. A reforma empresarial da educação: nova direita, velhas ideias. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

Giroux, H. A.; Figueiredo, G. O. Por uma práxis radical na luta em defesa da democracia: desafios contemporâneos para a formação política e a educação crítica no século XXI. Práxis Educativa, v. 15, p. 1-25, 2020. Doi: https://doi.org/10.5212/ PraxEduc.v.15.14787.047

Goes, S. Ataques são práticas intoleráveis de falsos profetas do patriotismo, diz Fux. Consultor Jurídico, 8 set. 2021. Disponível em: https://www.conjur.com.br/2021-set-08/ataques-stf-sao-praticas-antidemocraticas-ilicitas-fux. Acesso em: 18 nov. 2021.

Gomes, N. L. Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos. Revista Currículo Sem Fronteiras, v. 12, n. 1, p. 98-109, 2012.

Han, B.-C. Sociedade do cansaço. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2017.

Lopes, A. C. Teorias pós-críticas, política e currículo. Educação, Sociedade & Culturas, n. 39, p. 7-23, 2013. Doi: https://doi. org/10.34626/esc.vi39.311

Luz, L. X. Empresas privadas e educação pública no Brasil e na Argentina. Educação & Sociedade, v. 32, n. 115, p. 437-452, 2011. Doi: https://doi.org/10.1590/S0101-73302011000200011

Maldonado-Torres, N. Sobre la colonialidad del ser: contribuciones al desarrollo de un concepto. In: Castro-Gómez, S.; Grosfoguel, R. (org.). El giro decolonial. Bogotá: Instituto de Estudios Sociales Contemporáneos, 2007. p. 127-167.

Maximiano, A. C. A. ADM por competências: você gestor. São Paulo: Grupo GEN, 2019.

Moreira, A. F. B. Parâmetros curriculares nacionais: em busca de alternativas. Revista de Educação AEC, n. 97, p. 7-25, 1995.

Mota Neto, J. C.; Streck, D. R. Fontes da educação popular na América Latina: contribuições para uma genealogia de um pensar pedagógico decolonial. Educar em Revista, v. 35, n. 78, p. 207-223, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/er/a/Y3SNBN zjzkW9QxCQLp7PW6b/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 16 out. 2021.

Oliva, A. R. Desafricanizar o Egito, embranquecer Cleópatra: silêncios epistêmicos nas leituras eurocêntricas sobre o Egito em manuais escolares de História no PNLD 2018. Romanitas: Revista de Estudos Grecolatinos, n. 10, p. 26-63, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/romanitas/article/view/18970. Acesso em: 25 jul. 2022.

Pires, M. F. C.; Tozoni-Reis, J. R. Globalização, neoliberalismo e universidade: algumas considerações. Interface: Comunicação, Saúde, Educação, v. 3, n. 4, p. 29-39, 1999. Doi: https://doi.org/10.1590/S1414-32831999000100003

Quem somos. Movimento pela Base, 1 dez. 2018. Disponível em: https://movimentopelabase.org.br/quem-somos/. Acesso em: 8 jul. 2022.

Rosa, L. O.; Ferreira, V. S. A rede do Movimento pela Base e sua influência na Base Nacional Comum Curricular brasileira. Teoria e Prática da Educação, v. 21, n. 2, p. 115-130, 2018. Doi: https://doi.org/10.4025/tpe.v21i2.45391

Silva, M. R. Currículo e competências: a formação administrada. São Paulo: Cortez, 2008.

Silva, T. T. (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.

Turollo Junior, R.; Lellis, L. Escalada de ataques de Bolsonaro ao STF provoca reação inédita na Corte. Veja, São Paulo, 16 jul. 2021. Disponível em: https://veja.abril.com.br/politica/escalada-de-ataques-de-bolsonaro-ao-stf-provoca-reacao-inedita-na-corte/. Acesso em: 18 nov. 2021.

Downloads

Publicado

2022-12-07

Como Citar

Camilo de Camargo, I., & Rodrigues Gomes, A. (2022). Projetos de sociedade: reflexões sobre a Base Nacional Comum Curricular e a educação em construção no Brasil. Revista De Educação PUC-Campinas, 27, 1–13. https://doi.org/10.24220/2318-0870v27e2022a5577