O desafio da solidariedade e do amor na pós-modernidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24220/2525-9180v6e2021a5511

Palavras-chave:

Amor , Esperança, Pós-modernidade, Solidariedade.

Resumo

O presente artigo objetiva falar sobre a solidariedade e o amor frente ao desafio de atuar sob esse tema na pós-modernidade. O atual período tem sido identificado, conforme propôs Jean-François Lyotard (1924-1998), como aquele em que as grandes narrativas que conduziam o imaginário humano têm perdido a sua força em razão da incredulidade característica deste tempo. Assim, surge um problema, a ser tratado neste trabalho, que reside na busca pela melhor forma de atuar num tempo de ceticismos, confusões e incertezas epistemológicas, tendo como base os preceitos e orientações decorrentes de conceitos como solidariedade e amor, tão caros e eivados de pressupostos teológicos, sobretudo cristãos. O problema aqui proposto não se refere ao cristianismo em si, mas à dificuldade para tomar conceitos notadamente cristãos diante de um tempo de recusa ao uso de pressupostos que façam parte de estruturas tradicionais. Para lançar luz a esse problema serão utilizadas, pelo menos, duas fontes de saber. A primeira diz respeito ao conteúdo apresentado pelo Monsenhor Bruno-Marie Duffé (Secretário do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral – Vaticano) na PUC-Campinas em 2019. A segunda refere-se aos textos do sacerdote e teólogo católico checo Tomáš Halík (1948–), que remetem à esperança como a chave para atuar de modo concreto levando em consideração os aspectos de solidariedade e amor. A partir do percurso firmado para a investigação do problema, postula-se a hipótese de que tanto a apresentação do Monsenhor Bruno-Marie Duffé como o tema da esperança colocado por Halík constituem-se um poderoso instrumento para que o diálogo e as ações de ordem prática aconteçam de um modo em que a dignidade humana esteja sempre em pauta, resultando em ações de solidariedade e de amor mesmo neste tempo de mais dúvidas do que de certezas. Assim, a conclusão deste trabalho remete à ideia de que as ações de solidariedade e de amor, realizadas sob a chave da esperança cristã, podem ser uma saída plausível para que, independente das crenças assumidas, tenham um efeito benéfico nas diversas relações na pós-modernidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jocinei Godoi Lima, Pontifícia Universidade Católica de Campinas

Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião. R. Prof. Dr. Euryclides de Jesus Zerbini, 1516, Parque Rural Fazenda Santa Cândida, 13087-571, Campinas, SP, Brasil. E-mail: joci.godoy@gmail.com

Downloads

Publicado

2021-11-26

Como Citar

Godoi Lima, J. (2021). O desafio da solidariedade e do amor na pós-modernidade. Cadernos De Fé E Cultura, 6, 1–8. https://doi.org/10.24220/2525-9180v6e2021a5511

Edição

Seção

Desenvolvimento Humano Integral e Sofrimento Existencial, por Mons. Bruno Duffé