A informação como potencializadora da autonomia e da integração social

Autores

  • Maria Giovanna Guedes FARIAS

Resumo

Os pressupostos teórico-metodológicos da Ciência da Informação podem fornecer subsídios para se investigar de que forma o
uso estratégico da informação mediada pode contribuir para a diminuição da desigualdade por meio da experimentação dos
princípios do protagonismo social. Essa reflexão indicou a trajetória seguida durante a pesquisa de doutorado sanduíche apresentada nesta comunicação, tendo como foco a construção de um possível modelo de integração social desenvolvido a partir da experiência vivenciada em uma comunidade italiana denominada Rione Sanità. As ações empreendidas em Sanità, as quais são
retratadas no modelo, têm em seu arcabouço conceitual o objetivo de possibilitar aos moradores dessa localidade formas concretas, reais e legítimas de apropriação da informação, de autonomia, de empoderamento cultural e social. Escolheu-se a abordagem metodológica de cunho qualitativo para conduzir o trabalho no campo de pesquisa. Os dados foram coletados por meio de entrevistas e da observação participante e analisados pela técnica de análise de conteúdo de Bardin com o estabelecimento de
categorias. Concluiu-se que os laços sociais e a identidade de grupos precisam ser repensados no sentido de considerar que
somente a partir do respeito pelo diferente pode-se compreender o sujeito como único, o qual, no entanto, precisa do outro, de
tudo que o rodeia e da união para sair do estado de degradação. A única dimensão possível é a experimentação contínua. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-06-23

Como Citar

Guedes FARIAS, M. G. (2022). A informação como potencializadora da autonomia e da integração social. Transinformação, 28(3). Recuperado de https://periodicos.puc-campinas.edu.br/transinfo/article/view/6037

Edição

Seção

Originais