Élisée Reclus: movimento ácrata, educação e ensino de Geografia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24220/2318-0870v26e2021a4993

Palavras-chave:

Anarquismo. Educação Libertária. Élisée Reclus. Geografia.

Resumo

Este artigo integra uma pesquisa mais abrangente, ainda em andamento, sobre os avanços teóricos e metodológicos propostos pelo anarquista-geógrafo francês Jacques Élisée Reclus (1830-1905), para a compreensão da dinâmica social entre o final do século XIX e início do XX. O objetivo do trabalho aqui apresentado é analisar a contribuição do pensador para a construção do modelo de educação defendido pelos libertários, bem como da escola e do ensino de geografia aos moldes ácratas. Defende-se a tese de que a contribuição desse intelectual ocorreu no bojo de um processo mais amplo, voltado à construção de uma sociedade livre e não dogmática, amparado por uma rede de intelectuais dedicados à construção de uma base teórica que fundamentasse as premissas anarquistas voltadas à transformação social. Para isso, foi realizada uma extensa pesquisa bibliográfica sobre o movimento libertário europeu, bem como sobre a vida, obra e método de Reclus. Após a seleção, leitura e análise dos textos, realizou-se o cruzamento das informações históricas, políticas e metodológicas para subsidiar as análises da contribuição do pensador tanto para a consolidação do movimento libertário na Europa, quanto para a educação e o ensino de geografia.

Biografia do Autor

Sergio Aparecido Nabarro, Université Paris 1 (Panthéon-Sorbonne), Institut de Géographie.

Pesquisador convidado do Institut de Géographie da Université Paris I (Panthéon-Sorbonne) e do grupo interdisciplinar de pesquisa Géographie-Cités de Paris (Campus Condorcet), onde atualmente desenvolve pesquisa de pós-doutorado (2019 - 2020). Doutor em Geografia pela Universidade de São Paulo (USP) com período de estudos e investigação na Universitat de Barcelona (UB - Espanha). Mestre em Geografia pela Universidade de São Paulo (USP). Possui graduação em Geografia (Licenciatura e Bacharelado) e Especialização em Ensino de Geografia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). É membro dos grupos Geocrítica: comitê editorial, de pesquisa e divulgação científica, sediado na Universitat de Barcelona (Espanha) e Géographie-Cités, sediado na Université Paris I (Panthéon-Sorbonne). É parecerista das revistas internacionais Scripta Nova, Biblio 3W e Ar@cne e parecerista das revistas brasileiras: Ensino, Educação e Ciências Humanas da Universidade do Norte do Paraná (UNOPAR) e Caderno de Geografia (PUC-Minas). Tem experiência nas áreas de Geografia Agrária e História do Pensamento Geográfico, atuando principalmente nos seguintes temas: campesinato, Élisée Reclus, modo de vida, neoliberalismo, ideologia e discurso.

Referências

Bakunin, M. Étatisme et Anarchie. Paris: Stock Éditeur, 1873.

Bakunin, M. Fédéralisme, socialisme, antitheologie. Paris: Stock Éditeur, 1895.

Boino, P. O pensamento geográfico de Élisée Reclus. In: Reclus, É. Da ação humana na geografia física/Geografia comparada no espaço e no tempo. São Paulo: Editora Imaginário, 2010.

Brun, C. Une vie d’Élisée Reclus en trente dates. In: Reclus, É. Les grands textes. Paris: Champs Classiques, 2014.

Chardak, H. Élisée Reclus: l’homme qui aimait la Terre. Paris: Éditions Stock, 1997.

Chollier, A.; Ferretti, F. Savoir, c’est enseigner. In: Chollier, A.; Ferretti, F. (org.). Élisée Reclus e Pierre Kropotkine: la joie d’apprendre. Paris: Éditions Héros-Limite, 2018. p. 11-17.

Cubero, J. Apresentação. In: Reclus, É. A evolução, a revolução e o ideal anarquista. São Paulo: Imaginário, 2002. p. 9-18.

Febvre, L. Une question d’influence: proudhon et le syndicalisme. Revue de Synthèse Historique, v. 19, p. 10-42, 1909.

Ferretti, F. Geografia, educação libertária e escola pública: um programa de emancipação através do saber. Élisée: Revista de Geografia da UEG, v. 2, n. 2, p. 9-24, 2013. Disponível em: https://www.revista.ueg.br/index.php/elisee/article/view/2103. Acesso em: 30 mar. 2020.

Ferretti, F. Élisée Reclus: pour une géographie nouvelle. Paris: Editions du CTHS, 2014.

Ferretti, F. Breve cronologia da vida de Élisée Reclus (1830-1905). Terra Brasilis, v. 7, p. 1-6, 2016. Disponível em: https://journals. openedition.org/terrabrasilis/1764. Acesso em: 20 jan. 2020.

Ferretti, F. Evolução e revolução: os geógrafos anarquistas Élisée Reclus e Pëtr Kropotkin e sua relação com a ciência moderna, séculos XIX e XX. História, Ciência, Saúde Manguinhos, v. 25, n. 2, p. 553-568, 2018. https://doi.org/10.1590/s0104- 59702018005000001

Gallo, S. O Paradigma anarquista em educação. Nuances: Revista do Curso de Pedagogia, v. 2, n. 2, p. 9-14, 1996.

Girotto, E. D.; Rech, R. C. Educação e geografia em Élisée Reclus. Terra Brasilis, v. 7, p. 1-13, 2016. Disponível em: https://journals. openedition.org/terrabrasilis/1832. Acesso em: 30 abr. 2020.

Jomini, R. C. M. Uma educação para a solidariedade: contribuição ao estudo das concepções e realizações educacionais anarquistas na República Velha. Campinas: Unicamp, 1990.

Kropotkin, P. Paroles d’un Révolté. Paris: Marpon e Flammarion, 1885.

Nabarro, S. A. Contribuição à cronologia de Élisée Reclus. Caderno de Geografia, v. 30, n. 63, p. 1022-1043, 2020a. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/geografia/article/view/22883. Acesso em: 30 out. 2020.

Nabarro, S. A. Élisée Reclus contributions to the debate about the agrarian question. Mercator, v. 19, p. 1-14, 2020b. Available from: http://www.mercator.ufc.br/mercator/article/view/e19026. Cited: Oct. 30, 2020.

Pelletier, P. Introdução. In: Reclus, É. Anarquia pela educação. São Paulo: Hedra, 2011.

Pelletier, P. Géographie e anarchie: Élisée Reclus, Pierre Kropotkine, Léon Metchnikoff et d’autres. Paris: Éditions du Monde Libertaire, 2013.

Pilla Vares, L. O anarquismo. Porto Alegre: UFRGS, 1988.

Proudhon, P. J. Qu’est-ce que la propriété? Recherche sur le principe du Droit et du Gouvernement. Paris: Lacroix Éditeurs, 1840.

Proudhon, P. J. Du principe fédératif et de la nécessité de reconstituer le parti de la révolution. Paris: E. Dentu, Libraire-Éditeur, 1863.

Rech, R. C. Os princípios da educação geográfica para Élisée Reclus (1830-1905): uma contribuição a história do pensamento geográfico. 2016. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Francisco Beltrão, 2016.

Reclus, É. À mon frère, le paysan. Genève: Imp. Des Eaux-Vives, 1893.

Reclus, É. Anarquia pela educação. Tradução de Plínio Augusto Coelho. São Paulo: Hedra, 2011.

Reclus, É. Développement de la Liberté dans le Monde. Le Libertaire, n. 22-57, 1925.

Reclus, É. Éducation. In: Reclus, É. L’Homme et la Terre: histoire contemporaine – tome VI. Paris: Librairie Universelle, 1908. p. 433-499.

Reclus, É. Histoire d’un Ruisseau. Paris: Hetzel, 1869.

Reclus, É. Histoire d’une Montagne. Paris: Hetzel, 1880b.

Reclus, É. L’Anarchie. Revue Temps Nouveux, n. 2, 1896.

Reclus, É. L’Enseignement de la Géographie. Bulletin de la Société Belge d’Astronomie, n. 11, p. 5-11, 1903.

Reclus, É. L’Enseignement de la geographie: globes, disques globulaires et reliefs. Bruxelas: Revue Ciel et Terre. 1902b. v. 23, p. 29-38.

Reclus, É. L’Évolution, la révolution et l’idéal anarchique. Paris: Stock Éditeur, 1902a.

Reclus, É. L’Homme et la Terre: les primitifs – tome I (Histoire Ancienne). Paris: Librairie Universelle, 1905.

Reclus, É. Leçon d’ouverture du cours de géographie comparée dans l’espace et dans le temps. Revue Universitaire, v. 2, n. 13, p. 3-16, 1894.

Reclus, E. Les Primitifs: études d’ethnologie comparée. Paris: Chamerot Imprimeur-Editeur, 1885.

Reclus, É. O Ensino de geografia. In: Reclus, É.; Kropotkin, P. Escritos sobre educação e geografia. São Paulo: Biblioteca Terra Livre, 2014. p. 15-26. Disponível em: https://bibliotecaterralivre.noblogs.org/files/2014/05/Escritos-sobre-Educacao-e-Geografia- Biblioteca-Terra-Livre.pdf. Acesso em: 30 out. 2020.

Reclus, É. O Homem e a Terra: educação. Tradução de Plínio Augusto Coelho. São Paulo: Expressão e Arte, 2010.

Reclus, É. Origines de la Religion et de la Morale. Les Temps Nouveaux, n. 44-47, p. 1-4,1904.

Reclus, É. Ouvrier, prends la machine! Prends la terre, paysan! Genebra: Imprimerie Jurassienne, 1880a.

Reclus, É. Pourquoi sommes-nous anarchistes? Revue Internationale La Société Nouvelle, v. 56, n. 5, p. 153-156, 1889.

Rocha, A. S. E. Proudhon e o federalismo. In: Gama, M. (org.). Proudhon no bicentenário do seu nascimento. Braga: Universidade do Minho, 2009.

Sarrazan, H. Élisée Reclus: ou la passion du monde. Paris: Éditions du Sextant, 2004.

Silva, R. R. Anarquismo, ciência e educação: Francisco Ferrer y Guardia e a rede de militantes e cientistas em torno do ensino racionalista (1890-1920). 2013. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

Silva, R. R. Élisée Reclus e a escola moderna de Francisco Ferrer y Guardia. Terra Brasilis, v. 7, p. 1-13, 2016. https://doi.org/10.4000/ terrabrasilis.1897

Springer, S. The anarchist roots of geography: toward spatial emancipation. Saint Paul: University of Minnesota Press, 2017.

União Popular Anarquista. Anarquismo e questão agrária. Revista Via Combativa, n. 3, p. 22-27, 2014. Disponível em: https:// uniaoanarquista.files.wordpress.com/2014/02/vc_03-errata.pdf. Acesso em: 3 mar. 2020.

Vincent, J. D. Élisée Reclus: géographe, anarchiste, écologiste. Paris: Éditions Robert Laffont, 2010.

Woodcock, G. Anarchism: a history of libertarian ideas and movements. New York: World Publishing Company, 1962.

Zaar, M. H. Élisée Reclus ¿Un proto-protoecologista? Geographia, v. 22, n. 49, p. 1-13, 2020. https://doi.org/10.22409/ GEOgraphia2021.v22i49.a40985

Zaar, M. H. La escuela moderna y sus vínculos con los conceptos ácratas. Revista Tamoios, v. 15, n. 2, p. 2-19, 2019. Disponible en: https://www.e- publicacoes.uerj.br/index.php/tamoios/article/view/46556. Acceso en: 28 oct. 2020.

Downloads

Publicado

12-05-2021