Sentidos atribuídos à literatura no currículo do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24220/2318-0870v26e2021a4990

Palavras-chave:

Alfabetização. Currículo. Formação de professoras. Literatura.

Resumo

Este artigo analisa os sentidos atribuídos à literatura por formadoras, orientadoras de estudos e professoras cursistas que participaram do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, vinculadas à Universidade Federal de Minas Gerais. O objetivo é compreender os saberes acionados, as relações de poder estabelecidas e as posições de sujeito demandadas pelo Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, compreendendo que esse programa de formação se constitui em um currículo que ensina modos de ser e estar para as docentes. Do ponto de vista metodológico, a pesquisa utilizou entrevistas narrativas com as participantes do Pacto. Como referencial teórico, foram utilizados conceitos de Michel Foucault, particularmente discurso, poder e posições de sujeito. Com base nesses conceitos, mostra-se como esse currículo operava com pressupostos do “discurso de letramento literário”, com destaque para dois elementos principais: a importância da leitura literária no currículo de formação docente e de alfabetização de crianças, e as possibilidades de articulação da literatura com outros artefatos para produzir práticas multiculturais e interdisciplinares no currículo.

Biografia do Autor

Maria Carolina da Silva Caldeira, Universidade Federal de Minas Gerais, Centro Pedagógico, Escola de Educação Básica e Profissional.

Professora do Centro Pedagógico da UFMG

Doutora em educação

Referências

Almeida, E. G. O livro de literatura infantil no primeiro ciclo: um estudo sobre a mediação escolar da literatura em um contexto socioeconomicamente desfavorecido. 2011. 138 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2011.

Andrade, S. A. Juventudes e processos de escolarização: uma abordagem cultural. 258 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

Andrade, S. A entrevista narrativa ressignificada nas pesquisas educacionais pós-estruturalistas. In: Paraíso, M.; Meyer, D. (org.). Metodologias pós-críticas de pesquisas em Educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2012. p. 173-194.

Brasil. Ministério da Educação. Caderno apresentação Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Brasília: MEC, 2013.

Brenman, I.; Vilela, F. O que cabe num livro. São Paulo: Panda Books, 2016.

Candido, A. O direito à literatura. In: Candido, A. Vários escritos. São Paulo: Duas cidades, 1988.

Compagnon, A. Literatura para quê. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012.

Corazza, S. O que quer um currículo: pesquisas pós-críticas em educação. Petrópolis: Vozes, 2001.

Corazza, S.; Tadeu, T. Dr. Nietzche, curriculista – com uma pequena ajuda do professor Deleuze. In: Tadeu, T.; Corazza, S. (org.). Composições. Belo Horizonte: Autêntica, 2003, p. 35-57.

Cosson, R. Letramento literário. In: Glossário Ceale: termos de alfabetização, leitura e escrita para educadores. Blelo Horizonte: UFMG, 2014a. Disponível em: http://ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/letramento-literario. Acesso em: 10 abr. 2019.

Cosson, R. Letramento literário: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2014b.

Deleuze, G. Foucault. São Paulo: Brasiliense, 1988.

Fischer, R. M. B. Foucault revoluciona a pesquisa em educação? Perspectiva, v. 21, n. 2, p. 371-389, 2003.

Foucault, M. Arqueologia do saber. Petrópolis: Vozes, 1972.

Foucault, M. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 1996.

Foucault, M. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 1999.

Foucault, M. Sobre a história da sexualidade. In: Machado, R. (org.). Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 2000a. p. 243-276

Foucault, M. Soberania e disciplina. In: Machado, R. (org.). Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 2000b. p. 179-191

Freitas, D. A. S. Relações de gênero nos kits de literatura afro-brasileira distribuídos pela Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte: razão e emoção para regular corpos na literatura infantil. In: Paraíso, M. A.; Caldeira, M. C. S. Pesquisas sobre currículos, gênero e sexualidade. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2018. p. 115-138.

Grossi, M. E. A. A literatura infantil pelo olhar da criança. 2018. 251 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018.

Lajolo, M. O texto não é pretexto. Será que não é mesmo? In: Zilberman, R.; Rosing, T. (org.). Escola e leitura: velha crise – novas alternativas. São Paulo: Global, 2009. p. 99-112.

Pádua, K. C.; Teixeira, I. A. C. Virtualidades e alcances da entrevista narrativa. In: Congresso internacional sobre pesquisa (auto) biográfica, 2., 2006, Salvador. Anais [...]. Salvador: UNEB, 2006.

Paiva, A.; Paulino, G. Passos M. Literatura e leitura literária na formação escolar. In: Glossário Ceale: termos de alfabetização, leitura e escrita para educadores. Blelo Horizonte: UFMG, 2016.

Paraíso, M. Currículo e mídia educativa: práticas de produção e tecnologias de subjetivação no discurso da mídia educativa sobre a educação escolar. 2002. 303 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

Paraíso, M. Currículo e mídia educativa brasileira: poder, saber, subjetivação. Chapecó: Editora Argos, 2007.

Paraíso, M. Apresentação. In: Paraíso, M. (org.). Pesquisas sobre currículos e culturas: temas, embates, problemas e possibilidades. Curitiba: CRV, 2010. p. 11-14.

Paulino, G. Saramago na Pedagogia: leitura literária e seu uso docente. In: Marinho, M.; Carvalho, G. Cultura escrita e letramento. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2010. p. 404-416.

Silva, T. T. Currículo e identidade social: territórios contestados. In: Silva, T. T. (org.). Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos Estudos Culturais em Educação. Petrópolis: Vozes, 1995.

Soares, M. A escolarização da Literatura Infantil e Juvenil. In: Evangelista, A. et al. (org.). A escolarização da literatura: o jogo do livro infantil e juvenil. Belo Horizonte: Autêntica, 1999. p. 17-48.

Soares, M. Alfabetização e literatura. Revista da Educação: Guia da Alfabetização, v. 2, p. 12-29, 2010.

Downloads

Publicado

05-04-2021