A leitura na Educação de Jovens e Adultos: uma experiência pedagógica para a formação de leitores mediada com revistas

Autores

  • Rosely de Oliveira Macário Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Educação, Departamento de Educação.
  • Linduarte Pereira Rodrigues Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Educação, Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores http://orcid.org/0000-0002-9748-179X

DOI:

https://doi.org/10.24220/2318-0870v26e2021a4922

Palavras-chave:

Formação do professor. Práticas de letramento. Prática pedagógica.

Resumo

 Este estudo busca evidenciar práticas de letramento escolar mediadas pela leitura de revistas de circulação nacional em uma instituição pública do interior do estado da Paraíba, tendo em vista a imersão dos alunos em uma cultura marcadamente letrada e a inclusão de práticas pedagógicas adequadas ao ensino da leitura para jovens, adultos e idosos (1º ao 5º ano) com histórico de reprovação e de abandono escolar. A pesquisa possui abordagem qualitativa e se caracteriza como uma pesquisa-ação, centrada na descrição e na análise das práticas de letramento em um espaço escolar que reúne discentes na faixa etária entre 15 e 65 anos, fundamentando-se nas teorias sociointeracionista e discursiva. Os resultados contribuem para as reflexões sobre os saberes necessários à formação docente, com vistas à organização de situação didática em torno de textos constituídos de uma representação de sentidos para a vida do alunado.

Biografia do Autor

Rosely de Oliveira Macário, Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Educação, Departamento de Educação.

Doutora em Educação pela Universidade Estadual do Rio de janeiro. Professor do Departamento de Eduação da Universidade Estadual da Paraíba. Grupo de pesquisa Teorias do sentido: discursos e significações. E-mail: roselymacario@gmail.com

Linduarte Pereira Rodrigues, Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Educação, Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores

Doutor em Linguística pela Universidade Federal da Paraíba. Professor do DLA e do PPGFP da Universidade Estadual da Paraíba. Líder do grupo de pesquisa Teorias do sentido: discursos e significações. E-mail: linduartepr@gmail.com.br

Referências

André, M. Etnografia da prática escolar. 14 ed. São Paulo: Papirus, 2008.

Bakhtin. M. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: HUCITEC, 1992.

Barbier, R. A pesquisa-ação. Brasília: Plano, 2002.

Brasil. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: 1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

Bronckart, J. P. Atividade de linguagem, textos e discurso: por um interacionismo sóciodiscursivo. São Paulo: EDUC,1999.

Bronckart, J. P. O agir nos discursos: das concepções teóricas às concepções dos trabalhadores. Campinas: Mercado de Letras, 2008. (Coleção Ideias sobre Linguagem).

Brunel, C. Jovens cada vez mais Jovens na Educação de Jovens e Adultos. 2. ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2008.

Candau. V. M. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação, v. 13, n. 37, p. 45-56, 2008.

Freire, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994.

Geraldi, J. W. O texto na sala de aula. São Paulo: Ática, 2011.

Geraldi, J. W. Portos de passagem. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Informativo PNAD Contínua: Educação 2018. Rio de Janeiro: IBGE, 2019. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101657_informativo.pdf. Acesso em: 21 abr. 2020.

Kleiman, A. B. Oficina de leitura: teoria e prática. 10. ed. Campinas: Pontes, 2001.

Lemle, M. Guia teórico do alfabetizador. 16 ed. São Paulo: Ática, 2005. (Série Princípios).

Macário, R. O. Práticas de letramento na Educação de Jovens e Adultos: a revista como possibilidade de formação do leitor crítico. 2014. 116f. Dissertação (Mestrado Profissional em Formação de Professores) – Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2014.

Macário, R. O.; Rodrigues, L. P. A leitura na educação de jovens e adultos. In: Aranha, S. D. G.; Sousa, F. M. (org.). Práticas de ensino e tecnologias digitais. Campina Grande: EDUEPB, 2018. p. 429-467. (Coleção Ensino & Aprendizagem, v. 3).

Macário, R. O.; Senna, L. A. G. Reflexões sobre a formação de leitores em EJA: saberes necessários para a prática docente. Linguagens, Educação e Sociedade, v. 38, p. 51-71, 2018.

Moita Lopes, L. P. Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2013.

Mollica, M. C.; Leal, M. Letramento em EJA. São Paulo: Parábola Editorial. 2012.

Mortatti, M. R. L. Educação e letramento. São Paulo: UNESP, 2004.

Orlandi, E. P. Discurso e leitura. Campinas: Cortez, 1988.

Rodrigues, L. P. Folhetos de cordel no ensino de língua materna: aspectos culturais e formação docente. Revista do Gelne, v. 18, n. 2, p. 140-167, 2016.

Rodrigues, L. P. Por uma linguística da prática. In: Ataíde, C. et al. (org.). Gelne 40 anos: experiências teóricas e práticas nas pesquisas em Linguística e Literatura. São Paulo: Blucher, 2017. p. 69-89.

Rodrigues, L. P. Vozes do fim dos tempos: profecias em escrituras midiáticas. João Pessoa: UFPB, 2011.

Rodrigues, L. P.; Macário, R. O. Mídias impressas e teledramaturgia: a leitura na EJA. Sociopoética, v. 1, n. 13, p. 69-95, 2014.

Rojo, R. Alfabetização e letramentos múltiplos: como alfabetizar letrando? In: Rangel, E. O.; Rojo, R. H. R. (org.). Língua Portuguesa no Ensino Fundamental de 9 anos e materiais didáticos. Brasília: MEC, 2010. p. 15-36.

Rojo, R. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

Silva, M. G. A.; Rodrigues, L. P. Multimodalidade e gramática do design visual: possibilidades metodológicas para o ensino de leitura. In: Souza, F. M.; Camargo Junior, I. (org.). Outros ensaios sobre leitura: vozes, experiências, reflexões. São Paulo: Mentes Abertas, 2019. p. 25-42.

Downloads

Publicado

25-02-2021