As estampas xilográficas como disparadoras de desdobramentos dialógicos disruptivos da tradição gráfica

Autores

  • Sandra Maria Correia Favero Universidade do Estado de Santa Catarina, Curso de Artes Visuais e Licenciatura em Artes Visuais, Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais.

DOI:

https://doi.org/10.24220/2595-9557v4e2021a5051

Palavras-chave:

Pensamento gráfico. Percurso experimental. Poéticas visuais. Xilogravura.

Resumo

A presente escrita tem por objetivo discorrer sobre o meu processo de criação abordando trabalhos que partiram da gravação e da impressão de cinco matrizes xilográficas e seus desdobramentos. Para levantar problematizações e provocar reflexões acerca do pensamento gráfico e da técnica no contexto contemporâneo das poéticas visuais, busco suporte no autor Marco Buti. A autora Cecília Almeida Salles contribui nas questões que levanto a respeito do processo de criação artística. O artista Waltércio Caldas é minha referência no que se refere à problemática da relação artista e obra. O teórico Paulo Silveira contribui com sua definição sobre livro de artista. O percurso experimental com as matrizes, bem como com as estampas delas extraídas, gerou trabalhos que extrapolam a bidimensionalidade tradicional no processo gráfico, chegando à tridimensionalidade por meio de livros de artista e de colagens de lâminas recortadas de estampas descartadas das referidas matrizes. O depoimento é fomentado por impulsos experimentais atiçados pela vontade e pelo movimento levados a transformações.

 

 

Biografia do Autor

Sandra Maria Correia Favero, Universidade do Estado de Santa Catarina, Curso de Artes Visuais e Licenciatura em Artes Visuais, Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais.

Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Escola de Comunicação e Artes da USP, área de concentração Poéticas Visuais, linha de pesquisa Processos de Criação em Artes Visuais, com a tese Estuário, sob a orientação do Prof. Dr. Luiz Claudio Mubarac,(2015); Mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina, área de concentração Gestão do Design e do Produto com a dissertação: Arte ou Não: uma abordagem de aspectos relacionados à responsabilidade na formação de paradigmas estéticos do público, sob orientação da Profª Drª Sandra Regina Ramalho e Oliveira, (2003); e, Graduação em Bacharelado em Pintura pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, (1979). Atualmente é professora efetiva da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, no Centro de Artes - CEART. Linha de pesquisa Processos Artísticos Contemporâneos, com ênfase em Gravura, atuando principalmente nos seguintes temas: gravura, memória, natureza, caminhadas, poéticas contemporâneas. Coordena o Projeto de Extensão Livro de artista como aproximação poética. É 2ª lider do Grupo de Pesquisa Articulações Poéticas vinculado à UDESC na linha de pesquisa Processos artísticos contemporâneos.

Referências

Buti, M. Introdução. In: Buti, M.; Letycia, A. (org.). Gravura em metal. São Paulo: Editora USP, 2002a. p. 12.

Buti, M. A gravação como processo de pensamento. In: Buti, M.; Letycia, A. (org.). Gravura em metal. São Paulo: Editora USP, 2002b. p. 15-17.

Catafal, J.; Oliva, A. A gravura. Barcelona: Editorial Estampa, 2003. p. 156.

Favero, C. C. Da série pelas peles, pelas penas, pelos pelos. Florianópolis, 2001a. 1 fotografia.

Favero, C. C. Da série pelas peles, pelas penas, pelos pelos. Florianópolis, 2001b. 1 fotografia.

Favero, C. C. Da série pelas peles, pelas penas, pelos pelos. Florianópolis, 2001c. 1 fotografia.

Favero, C. C. Da série pelas peles, pelas penas, pelos pelos. Florianópolis, 2001d. 1 fotografia.

Favero, C. C. Outras peles, outros pelos. Florianópolis, 2002. 1 fotografia.

Ribeiro, M. A. Waltércio Caldas: o ateliê transparente. Belo Horizonte: Editora C/Arte, 2006. p. 10.

Salles, C. A. Gesto inacabado: processo de criação artística. São Paulo: FAPESP, 1998. p. 72.

Silveira, P. A página violada: da ternura à injúria na construção do livro de artista. Porto Alegre: Editora UFRGS, 2000. p. 47.

Sousa, M. Sem título. Florianópolis, 2003. 1 fotografia.

Sousa, M. Tempestade. Florianópolis, 2003. 1 fotografia.

Downloads

Publicado

22-03-2021

Edição

Seção

Dossiê Tradição e Ruptura: Pesquisas e Práticas da Arte Impressa Contemporânea