Permeabilidades: processos fotográficos de impressão

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24220/2595-9557v4e2021a4992

Palavras-chave:

Fotografia. , Memória. , Processos de impressão fotográfica. , Rastros.

Resumo

O artigo aponta aspectos dos processos de impressão fotográfica por contato, que contribuem na distensão do entendimento do que engloba o fazer fotográfico, ressaltando, desde sua origem histórica e manejo processual das imagens, sua imbricação com outras linguagens, sobretudo gráficas. Em outra vertente, são abordados exemplos de trabalhos contendo deslocamentos de suas funções originalmente científicas ou comerciais para reflexões no campo da arte, em grande medida proporcionados pela permeabilidade latente presente na produção dessas imagens. O uso destes processos de impressão fotográfica por contato acaba por transcender suas funções originais para além de propriedades de reprodução seriada, sinalizando sua potência conceitual e experimental como alternativa fotográfica em produções artísticas contemporâneas. É a partir dessas constatações que se tem delineado uma pesquisa investigativa das possibilidades oferecidas por essas brechas, tateando a memória através de rastros gráficos e fotográficos que juntos constituem um corpo de imagens híbridas, que passeiam entre o documento e a ficção, entre paisagens imaginadas e presenças ausentes, entre o onírico e o fantasmagórico.

Biografia do Autor

Ligia Dioclecio Minami, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Universidade Estadual de Campinas | Instituto de Artes | Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais |  Campinas, SP, Brasil. 

Luise Weiss, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Universidade Estadual de Campinas | Instituto de Artes | Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais | R. Elis Regina, 50, Barão Geraldo, 13083-970, Campinas, SP, Brasil. Correspondência para/Correspondence to: L. WEISS. E-mail: <luiseweiss2@gmail.com>.

Referências

Atkins, A. Photographs of British algae: cyanotype impressions. New York: Public Library, 1843. Available from: https://digitalcollections.nypl.org/collections/photographs-of-british-algae-cyanotype-impressions#/?tab=about&scroll=36. Cited: May 30, 2020.

Barthes, R. A câmera clara. Lisboa: Edições 70, 2006.

Crawford, W. The Keepers of Light: a history and working guide to early photographic processes. New York: Morgan & Morgan, 1979, p. 18.

Harvey, W. H. A manual of the British marine algae: containing generic and specific descriptions of all the known British species of sea-weeds. London: J. Van Voorst, 1849. Available from: https://www.biodiversitylibrary.org/item/255663#page/33/mode/1up. Cited: May 30, 2020.

James, C. The book of alternative photographic processes. New York: Delmar, Cengage Learning, 2009.

Krenak, A. Ideias para adiar o fim do mundo. São Paulo: Editora Schwarcz, 2019. E-book.

Lobel, M. Lost and found. Artforum: International, v. 54, n. 6, p. 184-197, 2016. Available from: http://www.sundaramtagore.com/attachment/en/575562f5cfaf34762c8b4568/Press/575563b4cfaf34762c8b7a09. Cited: May 30, 2020.

Newhall, B. Historia de la fotografia. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2002.

Rauschenberg, R. Among friends. New York: MoMa, 2017. Available from: https://www.moma.org/audio/playlist/40/636. Cited: May 30, 2020.

Riepenhoff, M.; Wright, S. Littoral Drift. Lensculture, 2017, online. Available from: https://www.lensculture.com/articles/meghann-riepenhofflittoral-drift. Cited: May 30, 2020

Rouillé, A. A fotografia: entre documento e arte contemporânea. São Paulo: Editora Senac, 2009.

Santaella, L.; Nöth, W. Imagem: cognição, semiótica, mídia. São Paulo: Editora Iluminuras, 2015.

Sougez, M. L. A história da fotografia. Lisboa: Dinalivro, 2001.

Downloads

Publicado

30-08-2021

Edição

Seção

Dossiê Tradição e Ruptura: Pesquisas e Práticas da Arte Impressa Contemporânea