Imaginando, criando, construindo juntos: práticas do psicólogo escolar em tempos de pandemia

Autores

Palavras-chave:

Pandemias, Psicologia escolar, Psicologia histórico-cultural

Resumo

Este artigo apresenta reflexões sobre práticas para a atuação do psicólogo escolar, bem como seus impactos no fortalecimento de coletivos no compromisso com a transformação de contextos educacionais durante o período da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Assume-se como perspectiva teórico-metodológica as proposições desenvolvidas por Lev Vygotsky e outros estudiosos da Psicologia Histórico-Cultural. Como enfoque das discussões lançadas, destacam-se o relato e a análise de duas práticas desenvolvidas por psicólogos-pesquisadores, inseridos nos campos da Educação Básica e da Educação Superior, durante o período de isolamento social ocasionado pela pandemia. Em ambos os contextos, e como eixo norteador das discussões, a arte é tomada como instrumento mediador, ou seja, como uma forma de linguagem potente que possibilita a ressignificação de si e do mundo. Ressalta-se a importância de o psicólogo escolar reconhecer-se como profissional cujo papel fundamental é o investimento na construção, na manutenção e na transformação dos vínculos estabelecidos entre os diferentes atores inseridos nesses contextos educacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Aguiar, W. M. J., & Ozella, S. (2013). Apreensão dos sentidos: aprimorando a proposta dos núcleos de significação. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 94(236), 299-322. https://dx.doi.org/10.1590/S2176-66812013000100015

Aguiar, W. M. J., Soares, J. R., & Machado, V. C. (2015). Núcleos de significação: uma proposta histórico-dialética de apreensão das significações. Cadernos de Pesquisa, 45(155), 56-75. https://doi.org/10.1590/198053142818

Andrada, P. C., Petroni, A. P., Jesus, J. S., & Souza, V. L. T. (2018). A dimensão psicossocial na formação do psicológo escolar crítico. In V. L. T. Souza, F. S. B. Aquino, R. S. L. Guzzo, & C. M. Marinho-Araujo (Orgs.), Psicologia Escolar Crítica: atuações emancipatórias nas escolas públicas (Vol. 1, pp. 13-34). Alínea.

Brasil registra média de 2.092 mortes por Covid; total de óbitos vai a 422 mil. (2021, 9 de maio). In G1 – Bem estar. https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2021/05/09/brasil-registra-media-de-2092-mortes-por-covid-totalde-obitos-vai-a-422-mil.ghtml

Duarte, J. F., Jr. (1986). O que é beleza. Brasiliense.

Dugnani, L. A. C., & Souza, V. L. T. (2016). Psicologia e gestores escolares: mediações estéticas e semióticas promovendo ações coletivas. Estudos de Psicologia (Campinas), 33(2), 247-259. https://dx.doi.org/10.1590/1982-02752016000200007

Gomes, C., Dugnani, L. A. C., & Ramos, V. R. L. (2018). Contribuições da Psicologia Escolar à formação inicial e continuada de profissionais da saúde e da educação. In V. L. T. Souza, F. S. B. Aquino, R. S. L. Guzzo, & C. M. Marinho-Araujo (Orgs.), Psicologia Escolar Crítica: atuações emancipatórias nas escolas públicas (Vol. 1, pp. 125-142). Alínea.

Gomes, C., & Souza, V. L. T. (2021). Tríade tempo, contexto e processo: constituições da vida adulta na educação superior. In C. M. Marinho-Araujo & L. A. C. Dugnani (Orgs.), Psicologia Escolar na Educação Superior (Vol. 1, pp. 33-52).

González Rey, F. (2002). Pesquisa qualitativa em psicologia: caminhos e desafios. Pioneira Thonson Learning

González Rey, F. (2005). Pesquisa qualitativa e subjetividade: os processos de construção da informação. Pioneira Thomson Learning.

Ministério da Saúde (Brasil). (2020). Saúde Mental e Atenção Psicossocial na COVID-19. Ministério da Saúde.

Novaes, M. H. (2017). Repensando a formação e o exercício profissional do psicólogo na sociedade pós-moderna. In A. S. F. C. (Org.), Psicologia Escolar: ética e competências na formação e atuação profissional (Vol. 1, 3a ed., pp. 127-134). Alínea.

Organização Pan-americana de Saúde (2022). Folha informativa sobre COVID-19. Organização Mundial da Saúde. https://www.paho.org/pt/covid19

Sawaia, B. B., & Silva, D. N. H. (2019). A subjetividade revolucionária: questões psicossociais em contexto de desigualdade social. In G. Toassa, T. M. C. Souza, & D. J. S. Rodrigues (Orgs.), Psicologia socio-histórica e desigualdade social: do pensamento às práxis (pp. 23-44). Editora da Imprensa Universitária.

Schmidt, B., Crepaldi, M. A., Bolze, S. D. A., Neiva-Silva, L., & Demenech, L. M. (2020). Saúde mental e intervenções psicológicas diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Estudos de Psicologia (Campinas), 37, e200063. https://doi.org/10.1590/1982-0275202037e200063

Souza, V. L. T. (2016). Contribuições da Psicologia à compreensão do desenvolvimento e da aprendizagem. In V. L. T. Souza, A. P. Petroni, & P. C. Andrada (Orgs.), A psicologia da arte e a promoção do desenvolvimento e da aprendizagem (pp.11-28). Edições Loyola.

Souza, V. L. T. (2019). A pesquisa-intervenção como forma de inserção social em contextos de desigualdade: arte e imaginação na escola. Psicologia em Revista, 25(2), 689-706. https://doi.org/10.5752/P.1678-9563.2019v25n2p689-706

Souza, V. L. T., & Arinelli, G. S. (2019). A dimensão revolucionária do desenvolvimento e o papel da imaginação. Obutchénie: Revista de Didática e Psicologia Pedagógica, 3(2), 1-22. https://doi.org/10.14393/OBv3n2.a2019-51560

Souza, V. L. T., Aquino, F. S. B., Guzzo, R. S. L., & Marinho-Araujo, C. M. (2018). Psicologia Escolar Crítica: atuações emancipatórias nas escolas públicas (Vol. 1, pp. 5-9). Alínea Editora.

Souza, V. L. T., Dugnani, L. A. C., & Reis, E. C. G. (2018). Psicologia da Arte: fundamentos e práticas para uma ação transformadora. Estudos de Psicologia (Campinas), 35(4), 375-388. https://doi.org/10.1590/1982-02752018000400005

Stetsenko, A. (2016). The transformative mind: expanding Vygotsky’s approach to development and education. Cambridge University Press.

Vianna, E., & Stetsenko, A. (2014). Research with a transformative activist agenda: creating the future through education for social change. Teachers College Record.

Vygotsky, L. S. (1999). Psicologia da arte. Martins Fontes. (Original work published 1925).

Publicado

2022-07-27

Como Citar

GOMES, C. ., MEDEIROS, F. P. ., ARINELLI, G. S., & ZUCOLOTO, P. C. S. do V. (2022). Imaginando, criando, construindo juntos: práticas do psicólogo escolar em tempos de pandemia. Estudos De Psicologia, 39, 1–12. Recuperado de https://periodicos.puc-campinas.edu.br/estudos/article/view/6490

Edição

Seção

DOSSIÊ | PSICOLOGIA ESCOLAR E COVID-19