Representações sociais de professores formadores sobre a prática de professores da Educação Básica

Silvio Duarte Domingos, Monica Rabello Castro

Resumo


A formação e a profissionalização do professor da escola regular são temáticas que vêm sendo bastante abordadas por pesquisadores em Educação, cujos estudos sobre a preparação dos futuros professores vêm contribuindo para a melhoria de sua formação. Este artigo focaliza uma pesquisa que teve como objetivo investigar as representações sociais que professores da graduação em Pedagogia têm acerca das práticas de professores da Educação Básica. Optou-se por utilizar a abordagem processual das representações sociais articulada à análise argumentativa como referencial teórico-metodológico. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, induções de metáforas e videogravações. Participaram do estudo dez professores universitários de Pedagogia. Os resultados mostram indícios de transformação nas suas representações, devido a transformações em suas práticas profissionais, ocasionadas pela percepção da mudança no perfil dos alunos que têm ingressado na graduação. Suas representações sociais da prática do professor da Educação Básica estão objetivadas nos elementos: ensinar e aprender, dar atenção, pesquisa e estudo. Os sujeitos ancoram esses elementos nos sentidos de professor reflexivo e de uma prática dialógica. Esses sentidos são identificados em suas falas, pois são repetidos por eles, quase automaticamente, em situações em que são questionados. Nos processos de formação, veem-se como modelos de professores para a melhoria da formação na Educação Básica.

Palavras-chave: Docente universitário. Formação de professor. Prática docente. Representação social.


Palavras-chave


Docente universitário; Formação de professor; Prática docente; Representação social

Texto completo:

PDF

Referências


André, M. Pesquisa em educação: buscando rigor e qualidade. Cadernos de Pesquisa, n.113, p.51-64, 2001. Disponível em: . Acesso em: 21 dez. 2015.

Aguiar, M.A.D.S. A política nacional de formação docente, o Programa escola de gestores e o trabalho docente. Educar em Revista, n.1, p.161-172, 2010. Edição Especial. Disponível em: . Acesso em: 14 set. 2014.

Aguiar, M.A.D.S. et al. Diretrizes curriculares do curso de pedagogia no Brasil: disputas de projetos no campo da formação do profissional da educação. Educação & Sociedade, v.27, n.96, p.819-842, 2006. Edição Especial.

Alarcão, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez, 2005.

Altet, M.; Paquay, L.; Perrenoud, P. A profissionalização dos formadores de professores. Porto Alegre: Artmed, 2003.

Alves-Mazzotti, A.J. Representação do trabalho do professor das séries iniciais: a produção do sentido de “dedicação”. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v.89, n.223, p.522-534, 2008.

Alves-Mazzotti, A.J.; Mazzotti, T.B. Análise retórica na pesquisa em Representações Sociais. In: Alves-Mazzotti, A.J.; Fumes, N.L.F.; Aguiar, W.M.J. (Org.). Estudos sobre a atividade docente: aspectos teóricos e metodológicos em questão. São Paulo: EDUC, 2010. p.121-134.

Arce, A. Compre o kit neoliberal para a educação infantil e ganhe grátis os dez passos para se tornar um professor reflexivo. Educação & Sociedade, v.22, n.74, p.251-283, 2001.

Arroyo, M.G. Quem de-forma o profissional do ensino? Revista de Educação AEC, v.14, n.58, p.7-15, 1985.

Balzan, N.C. Ensino e pesquisa no ensino superior: uma relação mal resolvida? In: Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, 7., 1994, Goiânia. Anais... Goiânia: UFG, 1994.

Balzan, N.C.; Paoli, N.J. Licenciaturas: o discurso e a realidade. Ciência e Cultura, v.40, n.2, p. 147-151, 1988.

Bolzan, D.P.V.; Isaia, S.M.A.; Maciel, A.M.R. Formação de professores: a construção da docência e da atividade pedagógica na Educação Superior. Revista Diálogo Educação, v.13, n.38, p.49-68, 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2014.

Bragança, I.F.D.S.; Moreira, L.C.P. Formação e profissionalização docente no Brasil: instituições, práticas educativas e história. Revista Eletrônica Pesquiseduca, v.5, n.9, p.43-62, 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2014.

Castro, C.R.D. Fogueira das vaidades: a retórica na assistência à criança e ao adolescente. Curitiba: APPRIS, 2014.

Castro, M.R.; Frant, J. B. Modelo da estratégia argumentativa. Curitiba: UFPR, 2011.

Costa, F.C.D. Formação inicial de professores de educação física: problemas e perspectivas. Boletim SPEF, n.1, p.21-34, 1991.

Crotty, M. The fundations of social reserach: Meaning and perspective in the research process. London: Sage, 1998.

Day, C.; Sammons, P.; Gu, Q. Combining qualitative and quantitative methodologies in research on teachers’ lives, work, and effectiveness: From integration to synergy. Educational Researcher, v.37, n.6, p.330-342, 2008.

Demo, P. Politicidade: razão humana. Campinas: Papirus, 2002.

Diniz-Pereira, J.E. Formação de professores nas licenciaturas: um estudo de caso sobre o curso de Ciências Biológicas da UFMG. 1996. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1996.

Diniz-Pereira, J.E. Formação de professores: pesquisas, representações e poder. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

Diniz-Pereira, J.E. O ovo ou a galinha: a crise da profissão docente e a aparente falta de perspectiva para a educação brasileira. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v.92, n.230, p.34-51, 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 dez. 2015.

Ducrot, O. Dire et ne pas dire: Principes de sémantique linguistique. Paris: Hermann, 1991.

Franco, M.A.S.; Libâneo, J.C.; Pimenta, S.G. Elementos para a formulação de diretrizes curriculares para cursos de pedagogia. Cadernos de Pesquisa, v.37, n.130, p.63-97, 2007.

Freire, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

Gadotti, M. Boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido. Novo Hanburgo: Editora Feevale, 2003.

Gatti, B.A.; Nunes, M.M. Formação de professores para o ensino fundamental: estudo de currículos das licenciaturas em pedagogia, língua portuguesa, matemática e ciências biológicas. São Paulo: FCC/DPE, 2009.

Grabauska, C.J.; Bastos, F.D.P.D. Investigação-ação educacional: possibilidades críticas e emancipatórias na prática educativa. In: Mion, R.A.; Saito, C.H. Investigação-ação: mudando o trabalho de formar professores. Ponta Grossa: Gráfica Planeta, 1998. p.9-20.

Haguette, A. Educação: bico, vocação ou profissão? Educação & Sociedade, São Paulo, v.12, n.38, p.109-121, 1991.

Jodelet, D. Representações sociais: um domínio em expansão. In: Jodelet, D. (Org.). As Representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 1990.

Kreütz, L. Magistério: vocação ou profissão? Educação em Revista, n.3, p.12-16, 1986.

Labaree, D. The Trouble with Ed Schools. New Haven: Yale University, 2004.

Labaree, D. What schools can’t do: Understanding the chronic failure of American school reform. In: Schools and Education in Modern Times: Historical Research, 2009, Berne. Doctoral Colloquium Berne: University of Berne, 2009.

Lessard, C. O trabalho docente, a análise da actividade e papel dos sujeitos. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, ano 9, n.9, p.119-128, 2009.

Libâneo, J.C. Adeus professor, adeus professora? Novas exigências educacionais e profissão docente. 10.ed. São Paulo: Cortez, 2007.

Lima, R.D.C.P.; Fernandes, M.C.D.S.G.; Gonçalves, M.F.C. Representações sociais de alunas de Pedagogia sobre o trabalho docente: estágio e experiência. Nuances: Estudos sobre Educação, v.16, n.17, 2011.

Lüdke, M. O professor, seu saber e sua pesquisa. Educação & Sociedade, v.22, n.74, 2001. Disponivel em: . Acesso em: 20 dez. 2015.

Lüdke, M.; Boing, L.A. Caminhos da profissão e da profissionalidade docentes. Educação & Sociedade, v.25, n.89, p.1159-1180, 2004.

Lüdke, M.; Boing, L.A. Do trabalho à formação de professores. Cadernos de Pesquisa, v.42, n.146, p.428-451, 2012.

Lüdke, M.; Cruz, G.B.D.; Boing, L.A.A pesquisa do professor da educação básica em questão. Revista Brasileira de Educação, v.14, n.42, p.456-456, 2009.

Macedo, E. Currículo como espaço-tempo de fronteira cultural. Revista Brasileira de Educação, v.11, n.32, p.285, 2006. Disponível em: . Acesso em: 5 jan. 2016.

Magalhães, E.M.M.; Maia, H.; Alves-Mazzotti, A.J. Representações sociais do trabalho docente por

professores do curso de pedagogia. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v.77, n.186, p.318-345, 1996.

Marques, C.A.; Diniz-Pereira, J.E. Fóruns das licenciaturas em universidades brasileiras: construindo alternativas para a formação inicial de professores. Educação & Sociedade, v.23, n.78, p.117-142, 2002.

Masetto, M.T. Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus, 2012.

Morgado, M.A. Da sedução na relação pedagógica: professor-aluno no embate com afetos inconscientes. 2. ed. São Paulo: Editora Summus, 2002.

Moscovici, S. A representação social da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

Moscovici, S. An essay on social representations and ethnic minorities. Social Science Information, v.50, n.3-4, p.442-461, 2011.

Moscovici, S. Psicanálise, sua imagem e seu público. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

Moscovici, S. Representações sociais: investigações em representações sociais. Petrópolis: Vozes, 2003.

Nóvoa, A. Formação de professores e trabalho pedagógico. [S.l.]: Educa, 2002.

Nóvoa, A. (Org.). Os professores e a sua formação. 3. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

Oliveira, I.B.D. Reflexões acerca da organização curricular e das práticas pedagógicas na EJA. Educação em Revista, n.29, p.83-100, 2007.

Pacheco, J.A. Políticas educativas para o ensino superior na União Europeia: um olhar do lado português. Educação & Sociedade, v.24, n.82, p.17-36, 2003.

Perelman, C. O império retórico: retórica e argumentação. Rio de Janeiro: J Vrin, 2007.

Perelman, C.; Olbrechts-Tyteca, L. Traité de l’argumentation. Bruxelles: l’Université de Bruxelles, 1992.

Perrenoud, P. A prática reflexiva no ofício de professor: profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Artes Médicas, 2002.

Rateau, P. et al. Teoria das representações sociais. Rennes: PUR, 2012.

Reboul, O. Introdução à retórica. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

Reboul, O. Le langage de l’éducation. Paris: PUF, 1984.

Reis, R.P.J. Ser professor no ensino superior: representações sociais das práticas docentes por formadores do curso de Pedagogia. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro, 2014.

Ribeiro, M. Exclusão e educação social: conceitos em superfície e fundo. Educação & Sociedade, v.27, n.94, p.155-178, 2006. Disponível em: . Acesso em: 5 jan. 2016.

Saviani, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, v.14, n.40, p.143-155, 2009. Disponível em: . Acesso em: 14 jun. 2014.

Scocuglia, A.C. As reflexões curriculares de Paulo Freire. Revista Lusófona de Educação, v.6, n.6, 2005.

Schön, D. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

Schön, D. Educating the reflective practitioner: Toward a new design for teaching and learning in the professions. San Francisco: Jossey-Bas, 1987. Available from: . Cited: Dez. 28, 2015.

Schön, D. Formar professores como profissionais reflexivos. In: Nóvoa, A. (Org.). Os professores e a sua formação. Lisboa:Dom Quixote, 1997.

Selli, M.S.; Remião, J.A.A.; AXT, M. A escuta como uma possibilidade de reflexão/ construção de uma prática pedagógica. In: Seminário Internacional de Educação, Docência nos Seus Múltiplos Espaços, Cachoeira do Sul, 16., 2011, Cachoeira do Sul. Anais... Cachoeira do Sul: Universidade Luterana do Brasil, 2011. Disponivel em: <https://books.google.com.br/books?id=tOUEQUOUnWgC&pg=PA466&dq=pr%C3%A1tica+dial%C3%B3gica&hl=

en&sa=X&ved=0ahUKEwi7hbjksNLKAhVEkJAKHYlPDL8Q6AEIMjAB#v=onepage&q=pr%C3%A1tica%20dial%C3%B3gica&f=false>. Acesso em: 20 dez. 2015.

Tagore, P. In our own voices: learning and teaching toward decolonisation. Winnipeg: Larkuma, 2006.

Tardif, M. Saberes docentes e formação profissional. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

Veiga, I.P.A. Docênca univesitária na educação superior. In: Ristoff, D.; Sevegnani, P. (Org.). Docência na educação superior: Brasília: INEP, 2006. (Coleção Educação Superior em Debate, v.5).




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v22n2a3704

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.