Estudantes surdos na universidade: discursos e práticas docentes

Tania Mara Zancanaro Pieczkowski

Resumo


Este artigo, que aborda práticas pedagógicas com estudantes surdos na educação superior, está inspirado em um excerto da tese de doutorado, que problematizou a inclusão de estudantes com deficiência na educação superior e seus efeitos na docência universitária. O material empírico, gerado por meio de entrevistas narrativas realizadas com professores de estudantes com deficiência incluídos em diferentes cursos de graduação, foi examinado pela perspectiva da análise do discurso, amparada em referenciais foucaultianos. O encontro com os estudantes com deficiência permite que o professor reflita sobre os discursos inclusivos frequentemente reproduzidos de forma mecânica, como se eles fossem algo natural, inevitável e necessário. Exercer a docência com “o diferente” possibilita que o profissional de distintas áreas do conhecimento, atuante na educação superior, descubra que a docência é outra profissão, é o encontro com o novo, com o imprevisível, e que a apropriação de conceitos da docência universitária é uma necessidade potencializada no contexto da inclusão.

Palavras-chave: Docência universitária. Estudantes surdos. Inclusão na educação superior. Práticas pedagógicas.


Palavras-chave


Docência universitária; Estudantes surdos; Inclusão na educação superior; Práticas pedagógicas

Texto completo:

PDF

Referências


Andrade, S.S. A entrevista narrativa ressignificada nas pesquisas educacionais pós-estruturalistas. In: Meyer, D.E.; Paraíso, M.A. (Org.). Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação. Belo Horizonte: Mazza, 2012. p.173-194.

Behrens, M.A. A formação pedagógica e os desafios do mundo moderno. In: Masetto, M.T. (Org.). Docência na universidade. 2.ed. Campinas: Papirus, 2000. p.57-68.

Brasil. Ministério da Educação. Portaria nº 3.284, de 7 de novembro de 2003. Dispõe sobre requisitos de acessibilidade de pessoas portadoras de deficiências, para instruir os processos de autorização e de reconhecimento de cursos, e de credenciamento de instituições. Diário

Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, n.219, 11 nov. 2003, seção 1, p.12.

Brasil. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 23 dez.

Disponível em: . Acesso em: 10 fev. 2008.

Cunha, M.I. Políticas públicas e docência na universidade: novas configurações e possíveis alternativas. In: Cunha, M.I. (Org.). Formatos avaliativos e concepção de docência. Campinas: Autores Associados, 2005. p.69-91. (Coleção Educação Contemporânea).

Dorziat, A. O outro da educação: pensando a surdez com base nos temas identidade/diferença, currículo e inclusão. Petrópolis: Vozes, 2009. (Coleção Educação Inclusiva).

Fernandes, C.; Grillo, M.C. Prática pedagógica universitária. In: Morosini, M.C. et al. (Org.). Enciclopédia de pedagogia universitária. Porto Alegre: FAPERGS, 2003. p.376.

Fischer, R.M.B. Foucault e a análise do discurso em educação. Cadernos de Pesquisa, n.114, p.197-223, 2001.

Fischer, R.M.B. A paixão de trabalhar com Foucault. In: Costa, M.V. (Org.). Caminhos investigativos I: novos olhares na pesquisa em educação. 3.ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007.

Foucault, M. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. 9.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007. (Coleção Tópicos).

Foucault, M. O sujeito e o poder. In: Dreyfus, H.L.; Rabinow, P. (Org.). Michel Foucault: uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. 2.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010. p.273-295.

Foucault, M. Microfísica do poder. 29.ed. Rio de Janeiro: Graal, 2011.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico 2010: características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. Rio de Janeiro: IBGE: 2012. Disponível em: . Acesso em: 14 abr. 2014.

Isaia, S.M.A. Formação do professor do ensino superior: tramas na tecitura. In: Morosini, M.C. et al. (Org.). Enciclopédia de pedagogia universitária. Porto Alegre: FAPERGS, 2003. p.241-251.

Larrosa, J.B. Notas sobre experiência e saber de experiência. Revista Brasileira de Educação, n.19, p.20-28, 2002.

Leite, D. Pedagogia universitária (verbete). In: Morosini, M.C. et al. (Org.). Enciclopédia de pedagogia universitária. Porto Alegre: FAPERGS, 2003. p.310- 311.

Menezes, E.C.P.; Turchiello, P. Análise de discursos inclusivos e seus efeitos em termos de subjetivação docente. In: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 14., 2012, Caxias do Sul. Anais eletrônicos… Caxias do Sul: AnpedSul, 2012. Disponível em: <http://

www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedsul/9anpedsul/paper/viewFile/2178/674>. Acesso em: 18 nov. 2012.

Pires, C.L.; Nobre, M.A. Uma investigação sobre o processo de interpretação em língua de sinais. In: Thoma, A.S.; Lopes, M.C. (Org.). A invenção da surdez: cultura, alteridade, identidade e diferença no campo da educação. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2005. p.160-188.

Veiga-Neto, A. Teoria e método em Michel Foucault (im)possibilidades. Cadernos de Educação, n.34, p.83-94, 2009.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0870v20n3a2841

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Educação PUC-Campinas

ISSNe 2318-0870 (eletrônico)
ISSN 1519-3993 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.