Deus está morto! Nietzsche e o “fim” da teologia

Walter Ferreira Salles

Resumo


O autor reflete sobre as consequências que a proclamação da morte de Deus na obra de Nietzsche traz para o exercício da teologia. A “des-construção” de certas imagens de Deus não é para o autor o fim da teologia, mas sim a possibilidade de se construir um discurso teológico que não possua a última palavra sobre Deus, e que esteja consciente tanto da historicidade da verdade como da relatividade de suas formulações.

Palavras-chave: teologia, filosofia, religião, Deus.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Bases de datos e repositórios

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


  

Reflexão

ISSNe 2447-6803 (eletrônico)

ISSN 0102-0269 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.