Um canteiro-escola num edifício de Ramos de Azevedo: o ensino de processo de projeto de restauração na prática

Regina Andrade Tirello, Pedro Murilo Gonçalves de Freitas

Resumo


Este artigo trata de experiências de caráter profissional e didático conduzidas em apoio ao desenvolvimento de projetos de restauração dos edifícios escolares do antigo Instituto Profissional Bento Quirino, projetados por Francisco de Paula Ramos de Azevedo em 1916, atualmente sob a guarda da Universidade Estadual de Campinas. Além de contribuir para futuros projetos de reocupação destes edifícios, os estudos se estendem no positivo estabelecimento de protocolos de análise de arquiteturas históricas similares no Estado de São Paulo. Discutindo questões relativas ao ensino da restauração arquitetônica nos cursos de Arquitetura e Urbanismo brasileiros, seus avanços e suas insuficiências, descrevem‑se duas práticas interligadas de pesquisa, levantamento e avaliação técnica dessas edificações tombadas por órgãos preservacionistas que abrigaram o Colégio Técnico de Campinas por 47 anos. No texto são expostos procedimentos relacionados a viabilização e planejamento de obras de preservação de próprios da universidade de interesse histórico e cultural. Teve‑se como produto a consolidação do curso Laboratório de Restauração Arquitetônica: teoria e pratica, voltado ao aprofundamento de métodos operativos e para a investigação formal e material de preexistências sob o ponto de vista técnico e conservativo ministrado para estudantes de graduação e pós‑graduação.

PALAVRAS-CHAVE: Canteiro‑escola de restauração. Colégio Técnico de Campinas. Preservação arquitetônica. Ramos de Azevedo. Universidade Estadual de Campinas.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Portaria n° 1770, de 21 de dezembro de

Ministério da Educação, Brasília, 21 dez.1994.

CARVALHO, M.C.W. Ramos de Azevedo. São Paulo: Edusp, 1998.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO.

Liceu de Artes e Ofícios Bento Quirino. São Paulo: FAUUSP, 1916. (Acervo Ramos de Souza, P

AZ25/727.4 B)

GRUPO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DA ARQUITETURA. Banco de dados digital das

peças de madeira do Edifício Escola. Campinas: UNICAMP, 2014. (Arquivo GCOR‑Arquitetura/

UNICAMP).

GRUPO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DA ARQUITETURA. Croqui de levantamento

da situação atual do Prédio Oficinas: Desenho de Giulia Vercelli. Campinas: UNICAMP, 2014.

(Arquivo GCOR‑Arquitetura/UNICAMP).

GRUPO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DA ARQUITETURA. Estuques e pinturas do Salão

Nobre do Edifício Escola. Campinas: UNICAMP, 2014. (Arquivo GCOR‑Arquitetura/UNICAMP).

GRUPO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DA ARQUITETURA. Instituto Profissional Bento

Quirino/Colégio Técnico de Campinas: Edifício Escola e Edifício das Oficinas, Campinas: UNICAMP,

(Arquivo GCOR‑Arquitetura/UNICAMP).

GRUPO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DA ARQUITETURA. Levantamento métrico da

estrutura de madeira e pilares de ferro do edifício das Oficinas. Campinas: UNICAMP, 2014. (Arquivo

GCOR‑Arquitetura/UNICAMP).

GRUPO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DA ARQUITETURA. Atividades de campo. Campinas:

UNICAMP, 2016. (Arquivo GCOR‑Arquitetura/UNICAMP).

GRUPO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DA ARQUITETURA. Bairro do Botafogo. Campinas:

UNICAMP, 2016. (Arquivo GCOR‑Arquitetura/UNICAMP).

GRUPO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DA ARQUITETURA. Estudo sobre alterações e

danos nos revestimentos externos: argamassas incompatíveis, desagregação, colonização biológica.

Campinas: UNICAMP, 2016. (Arquivo GCOR‑Arquitetura/UNICAMP).

GRUPO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DA ARQUITETURA. Restituição fotogramétrica

da fachada leste: imagem sem deformação da perspectiva, para avaliar conservação global. Campinas:

UNICAMP, 2016. (Arquivo GCOR‑Arquitetura/UNICAMP).

GRUPO DE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DA ARQUITETURA. Sondagem estratigráfica vertical:

pintura mural artística identificada sob 5 camadas. Campinas: UNICAMP, 2016. (Arquivo

GCOR‑Arquitetura/UNICAMP).

OLIVEIRA, M.M. A prancheta, o canteiro e a durabilidade do construído. RUA, Salvador, v.2, n.3,

p.117‑131, 1989.

PISANI, M.A. et al. O ensino do projeto de arquitetura e urbanismo: um canteiro experimental. SEMINÁRIO

NACIONAL SOBRE ENSINO E PESQUISA EM PROJETO DE ARQUITETURA,

, 2009, Natal. Anais eletrônicos… Natal: UFRN, 2009.

SCHLEE, A.; MEDEIROS, A. E.; FERREIRA, O. Dissociação, fragmentação e união: a experiência

do ensino de técnicas retrospectivas. SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE ENSINO E PESQUISA

EM PROJETO DE ARQUITETURA, 1., 2003, Natal. Anais eletrônicos… Natal: UFRN, 2003.

TIRELLO, R.A. Restaurar não é pintar os edifícios de amarelo: questões sobre técnicas construtivas

tradicionais. In: FONTES, M.S.G.C.; CONSTANTINO, N.R.T; BITTENCOURT, L.C. (Org.).

Arquitetura e urbanismo: novos desafios para o Século XXI. Bauru: Canal6, 2009. p.21‑34.

TIRELLO, R.A. O restauro dos murais art nouveau da Vila Penteado e o Canteiro‑Escola da

CPC‑USP: uma experiência de formação qualificada. In: MARTINS, M.L.R.R. (Org.). Vila Penteado

‑2012: Pós‑Graduação 40 anos. São Paulo: FAUUSP, 2012. p.239‑268.

TIRELLO, R.A.; FREITAS, P.M. A carpintaria dos edifícios escolares paulistas de Ramos de Azevedo:

o caso exemplar da Escola Profissionalizante Bento Quirino em Campinas. In: CONFERÊNCIA

INTERNACIONAL SOBRE PATOLOGIA E REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS, 5., 2015,

Porto. Livro de Atas… Porto: FEUP, 2015. p.551‑556.

VILLELA, A.T.C.; TIRELLO, R.A. Estudos diagnósticos em Arqueologia da Arquitetura: uma investigação

sobre as possibilidades do “Método Harris” para o estabelecimento de cronologias construtivas

— Lidgerwood (Campinas). ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS‑GRADUAÇÃO

EM ARQUITETURA E URBANISMO, 3., 2014, São Paulo. Anais eletrônicos… São

Paulo: UPM, 2014. p.1‑14.

WOLFF, S.F.S. Escolas para a república: os primeiros passos da arquitetura das escolas públicas

paulistas. São Paulo: Edusp, 2010.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v14n2a3890

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.