Redes e polos: um olhar sobre a infraestrutura territorial no estado de São Paulo na primeira república

Sidney Piochi Bernardini

Resumo


A constituição de uma rede urbana em São Paulo, com origem no período colonial a partir da fundação de algumas vilas e cidades, consolidou-se já na Primeira República com o desenvolvimento da economia agroexportadora do café e o estabelecimento de uma rede de infraestrutura territorial que promoveu maior articulação entre as diversas localidades do Estado de São Paulo. A análise sobre a estruturação do território paulista observada pela literatura que tratou da formação dos primeiros núcleos urbanos e da dinâmica promovida pela base econômica do café aponta para uma posição de centralidade da vila de São Paulo, condicionante para o seu desenvolvimento posterior. Com a atuação da Secretaria de Agricultura, Comércio e Obras Públicas, criada em 1892 pelo governo estadual republicano, um conjunto de políticas territoriais foi implementado, estabelecendo-se algumas bases para a configuração da rede urbana paulista atual, contribuindo, de um lado, para uma posição de maior centralidade de alguns polos (São Paulo, Santos e Campinas) e, de outro, para a criação de uma rede de cidades nas frentes expansionistas do oeste paulista.
PALAVRAS-CHAVE: Políticas territoriais. Rede urbana. São Paulo. Urbanização.


Palavras-chave


Políticas territoriais. Rede urbana. São Paulo. Urbanização.

Texto completo:

PDF

Referências


BERNARDINI, S.P. Construindo infraestruturas, planejando territórios: a Secretaria de Agricultura,

Comércio e Obras Públicas do Governo estadual Paulista (1892 – 1926). Tese (Doutorado) – Faculdade

de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

BERNARDINI, S.P. Cidades iluminadas e insalubres: saneamento e urbanização no Estado de São

Paulo (1892 – 1930). Oculum Ensaios, n.11-12, p.18-28, 2010.

BRASIL. Senado Federal. Secretaria de Informação Legislativa. Decreto nº 528, de 28 de junho de

Regularisa o serviço da introducção e localisação de immigrantes na Republica dos Estados

Unidos do Brazil. Diário Oficial da União, Rio de Janeiro, RJ, 1890. Disponível em: <http://legis.

senado.gov.br/legislacao/ListaTextoIntegral.action?id=75228>. Acesso em: 2 jun. 2014.

ELLIS JUNIOR, A. A economia paulista no século XVIII. São Paulo: [s.n.], 1950.

EGAS, E. Os municípios paulistas. São Paulo: Imprensa Oficial, 1925.

MATOS, O. Café e ferrovias: a evolução ferroviária de São Paulo e o desenvolvimento da cultura

cafeeira. São Paulo: Alfa Ômega, 1974.

MILLIET, S. Roteiro do café e outros ensaios: contribuição para o estudo da história econômica e social

do Brasil. São Paulo: Hucitec, 1982.

MONBEIG, P. Pioneiros e fazendeiros de São Paulo. São Paulo: Hucitec, 1984.

REIS FILHO, N.G. Vilas paulistas do século XVII. In: Colóquio Internacional Universo

Urbanístico Português. Lisboa, 2001. Acta… Lisboa: CNCDP, 2001. p.555-566.

SAES, F.A.M. As ferrovias de São Paulo (1870-1940). São Paulo: Hucitec, 1981.

SÃO PAULO (Estado). Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Secretaria Geral Parlamentar.

Lei nº 368, de 3 de setembro de 1895. Auctoriza o Governo a abrir um credito no valor de

000:000$000, supplementar ao do artigo 7.º § 10 da lei n. 310 de 24 de Julho de 1894. Diário

Oficial do Estado de São Paulo, São Paulo, SP, 1895. Disponível em:

Acesso em: 2 jun. 2014.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas do Estado

de São Paulo. Relatório apresentado ao Dr. Bernardino de Campos pelo Dr. João Baptista de Mello

Peixoto, secretário de Agricultura, ano de 1902. São Paulo: Typ. Do Diário Oficial, 1903.

SÃO PAULO (Estado). Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Secretaria Geral Parlamentar.

Lei nº 1.076, de 23 de agosto de 1907. Aprova o Contrato de Arrendamento da Estrada de Ferro

Sorocabana. Diário Oficial do Estado de São Paulo, São Paulo, 1907. Disponível em: <http://dobuscadireta.imprensaoficial.com.br/default.aspx?DataPublicacao= 19070827&Cader no=Diario%20

Oficial&NumeroPagina=2435>. Acesso em: 2 jun. 2014.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria de Agricultura, Comércio e Obras Públicas do Estado de São

Paulo. Relatório apresentado ao Dr. Jorge Tibiriçá, presidente do Estado pelo Dr. Carlos Botelho, secretário

de agricultura, ano de 1907. São Paulo: Typ. Brazil de Rothschild, 1908.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas do Estado

de São Paulo. Relatório apresentado ao Dr. Carlos Augusto Pereira Guimarães, vice-presidente

do Estado em exercício pelo Dr. Paulo de Moraes Barros, secretário de Estado, anos de 1912-1913. São

Paulo: Typ. Brasil de Rothschild& Cia, 1914.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas

do Estado de São Paulo. Relatório apresentado ao Dr. Carlos de Campos, presidente do Estado pelo

Dr. Gabriel Ribeiro dos Santos, secretário da Agricultura, Comércio e Obras Públicas, ano de 1926.

São Paulo, 1927.

SZMERECSÀNYI, M.IQ.F. Produção, apropriação e organização do espaço na economia cafeeira:

contrastes entre o Vale do Paraíba e o Oeste Paulista (1800-1930). Sinopses, n.5, p.189-257, 1984.




DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v12n2a2491

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Oculum Ensaios

ISSNe 2318-0919 (eletrônico)
ISSN 1519-7727 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.