Quebra de normas de segurança na formulação de medicamentos e mortes por intoxicação pela colchicina em adultos

Norico Miyagui Misuta, Darli Antonio Soares, Magda Lúcia Felix de Oliveira

Resumo


São apresentados dados de dois casos de uma mesma família atendidos em pronto-socorro, com intervalo de uma semana, que evoluíram para morte com diagnósticos de septicemia e de enterite aguda hemorrágica. A investigação realizada pela vigilância epidemiológica e sanitária concluiu que a causa dos óbitos foi intoxicação acidental por colchicina, preparada em farmácia de manipulação e propiciada por quebra de duas normas de segurança que levaram à ingestão de doses 100 vezes maiores que a dose habitual. O relato tem por objetivo alertar os médicos que prestam assistência em serviços de pronto atendimento sobre a necessidade de se incluir na anamnese, com o paciente ou acompanhante, a questão específica a respeito da utilização ou não de medicamentos manipulados, uma vez que o uso de substâncias preparadas em farmácias vem aumentando e acidentes como o relatado poderão ocorrer com maior freqüência, inclusive com outros medicamentos.

Termos de indexação: boas práticas de manipulação; colchicina; química farmacêutica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Ciências Médicas

ISSNe 2318-0897 (eletrônico)
ISSN 1415-5796 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.