Situação dos afogamentos em duas regiões do interior do estado de São Paulo

José Espin Neto, Juliana de Almeida Soares, Gustavo Dacar da Silva Uslar, Vanessa Ramos Guissa, Viviane da Mata Pasti, José Eduardo Bueno Zappa, José Eduardo Bueno Zappa, José Eduardo Velludo

Resumo


Objetivo

Desenhar o perfil dos afogamentos em duas regiões do Estado de São Paulo. O afogamento representa uma causa de morte violenta importante em vários países. No Brasil, existem poucos dados referentes aos óbitos e seqüelas dos quase afogamentos, com variabilidade de estado para estado.

Métodos

Foram levantados os óbitos registrados no Instituto Médico Legal, ocorridos em duas regiões do Estado de São Paulo: Campinas e Ribeirão Preto.

Resultados

O estudo revelou contrastes relacionados com a bacia hidrográfica e com as áreas de lazer de cada região. Não ocorreram diferenças em relação ao gênero dos indivíduos envolvidos, havendo predomínio do masculino em ambas as regiões estudadas; em relação à faixa etária, foram os mais jovens e as crianças os envolvidos mais freqüentes. Os meses quentes mostraram maior freqüência de acidentes fatais, como em outras regiões do País.

Conclusão

Medidas preventivas e educacionais são necessárias.

Termos de indexação: afogamento; causas externas; criança; fatores de risco.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Ciências Médicas

ISSNe 2318-0897 (eletrônico)
ISSN 1415-5796 (impresso)

Este site é melhor visualizado utilizando navegador gratuito Firefox.